sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Londres: Amor à primeira vista


 
Gente, como Londres é maravilhoso... mas tão maravilhoso... mas tão maravilhoso que eu não queria voltar. 

Assim como muitas outras cidades, Londres é o típico local que tem coisas pra fazer todos os dias por meses. O londrino tem uma sede por cultura muito grande então os museus são maravilhosos, peças de teatro, exposições temporárias, a cidade em si é muito bonita, muito vitoriana com uma mistura de modernidade incrível. 

Dessa vez consegui registrar dia-a-dia tudo que eu fiz... vale ressaltar que muitos lugares que eu queria visitar eu não fui. Fiquei 13 dias mas aparentemente meu roteiro era muito ambicioso pra esse tempo. Rs. 

Tenho várias dicas pra dar sobre Londres então, se você não quer ler meu roteiro (que tá beeeem grande), pule pra seção 'dicas' no fim desse post. :)

Planejando a Viagem:
Então, a Libra está nas alturas como o Dólar e o Euro... mas a Libra meu povo, é muito pior... paguei a bagatela de R$ 6,65 pela Libra... que delícia, não?! Cheguei a cogitar cancelar a viagem mas como peguei a passagem por milhas (minhas dicas de como acumular milhas estão aqui) e ia ficar na casa de uma amiga, achei que era melhor aproveitar o momento pois hotel em Londres é bem caro. 

Minha dica aqui é: o metrô e o DLR (tipo um metrô de superfície) te levam para todos os lugares da cidade, então procure um bom hotel no lado East da cidade que costuma ser mais em conta do que o lado West.

Decidi que, como não ia ter custo de hospedagem, era melhor prolongar a estadia e ficar logo 13 dias. Meu cálculo de moeda pro local é sempre 100 dólares em moeda equivalente ou 100 moedas locais caso sejam mais valorizadas que o Dólar, como o Euro e a Libra. Portanto, levei 100 Libras por dia e é uma excelente quantia. Comi em bons restaurantes, me locomovi e visitei tudo que eu quis com um certo conforto. 

Roteiro:
Londres parece pequena mas é enorme e tem milhares de coisas pra fazer... já digo de antemão que não fui nem em Abbey Road e nem na casa do Sherlock Holmes... mas visitei lugares incríveis. Pra vocês viajarem um pouco comigo, vou colocar meu roteiro dia-a-dia aqui com meus feedbacks sobre os lugares que eu passei. 
  • Dia 1: Cheguei em Londres por volta das 13h. A imigração demora uma eternidade. Saí do aeroporto mega tarde, por volta das 15h. Eu havia agendado um motorista para me buscar pois o preço de trem + metrô saía em torno de 10 libras a menos somente, achei que valia mais a pena pedir um taxi para me buscar. Agendei no site www.airporttaxis-uk.co.uk e paguei £42. O aeroporto de Heathrow fica mais ou menos há 1h30 de distância do centro da cidade, então cheguei na casa da minha amiga por volta das 16h30. Como estava morta mas não tava podendo perder tempo em Libra Esterlina fui direto bater perna no shopping perto da casa dela - Westfield Stratford - pra me ambientar e dar uma olhadela nos precinhos nada amigáveis. Nessa visita aí já desisti de comprar qualquer make. O preço é praticamente igual ao Brasil. Sugiro comprar apenas o que você não encontra por aqui. 
  • Dia 2: Depois de descansada da viagem, tirei o dia pra conhecer os museus. Os museus de Londres são todos gratuitos. Mas são gratuitos mesmo, não tem um valor pré-determinado para você pagar o quanto quiser como em NY. São 100% de graça e caso você queira doar alguma quantia, existem várias urnas para depositar o dinheiro. Os museus de História Natural, Ciências e Moda ficam um do lado do outro. É um bom momento para você aproveitar e visitar mais de um. Eu fui no de História Natural (Natural History Museum) e no de moda e estilo de vida (Victoria & Albert Museum). Via de regra todos os museus funcionam de 9h até as 17h.
    • Natural History Museum: gostei muito, principalmente a parte sobre os vulcões e o simulador de terremoto. Almocei por lá mesmo e recomendo, é um restaurante bem agradável com boas opções de refeição.
  • Victoria & Albert: amei esse museu!! Ele mostra a evolução da moda ao redor do mundo e o estilo de vida com objetos de decoração dos mais diversos países. Muito interessante. Fiquei impressionada com os tapetes de séculos atrás.


      Dior nos anos 50 (Victoria&Albert)
    • Sultan Sofrase: fui com a Vivian e o Davi (meus amigos já praticamente londrinos) jantar nesse restaurante árabe perto da casa deles. Delicioso, bem servido e muito barato. Recomendo caso você curta comida árabe. Fica em Bow. Não anotei o endereço mas caso você queira ir, comenta aqui embaixo que pego o endereço direitinho. :)
  • Dia 3: Me julguem à vontade mas no meu terceiro dia eu estava focada em comprar charutos e meu pin do Hard Rock pra aumentar minha coleçãozinha que eu tanto amo. Foi um dia de passeios aleatórios. 
    • Hard Rock Cafe: fica na 150 Old Park Ln. Não comi lá, como disse, fui apenas comprar meu pin. =D

    • Monumento aos Veteranos: fica no Green Park, logo em frente ao Hard Rock Cafe. Vale dar uma passada pra tirar umas fotos. O parque é lindo!
    • James J Fox: quem me conhece sabe que eu amo charutos. Por isso, estava determinada a ir numa tabacaria local comprar um charuto que não vende no Brasil e aproveitar para comprar acessórios da Xikar (custam um rim aqui). Me deparei com uma tabacaria linda, a mais antiga de Londres e com um atendimento fora do comum. Se você também curte, tem que visitar. Informações sobre essa tabacaria aqui.

    • Picadilly Circus: olha, é uma Times Square londrina. Lotaaaaaaada de gente, com pouca coisa pra ver de fato mas interessante de andar por ali. Ali fica a loja gigantesca de três andares da M&M, e a Britannia - gigantesca loja de souvenir - mas aconselho comprar souvenirs em Camden Town, é bem mais em conta.

Eu e Vivs na Picadilly Circus

    • China Town: são duas pequenas ruas fofas e com muitos restaurantes. Vale dar uma passada. 
    • Patisserie Valerie:  saindo de China Town sentamos num café para tomar o verdadeiro chá da tarde londrino. Uma delícia!! Esse café tem em vários lugares de Londres. Por volta das 17h você vai ver todo mundo saindo do trabalho e dando uma paradinha para tomar um chazinho (essa foto aqui embaixo à direita). 
  • Dia 4: Típico dia de turista. Explorei a região da Tower Bridge, depois fui em Covent Garden encontrar com a Vivian. Aproveitamos para ver alguns pontos turísticos e ir até Southbank Centre, aonde estava rolando uma feira gastronômica maaaara. 
    • London Tower Bridge: é um passeio muito interessante e bem rápido. Você passa andando pela ponte e visita a sala de máquinas além de poder pisar num chão de vidro que fica num pedaço da ponte. O passeio custa 8 Libras e vale a pena. Adorei. 
    • London Tower guided by the Beefeater: bem perto da ponte, esse passeio acontece num castelo desativado aonde ficam as jóias da coroa. O passeio começa guiado por um Beefeater - guardinha local - e leva em torno de 45 minutos. Depois do tour você pode ver por conta própria as jóias da coroa, as moedas que ja foram usadas no Reino Unido e curiosidades do castelo. Eu reservaria três horas para esse passeio. A entrada custa 22 Libras, é caro mas vale a pena. 
London Tower Bridge
London Tower
Beefeater


    • Covent Garden, Parlamento, Big Ben: fui encontrar minha amiga em Covent Garden pois é aonde o marido dela trabalha. Passamos pelo Parlamento, aonde fica a Tower Elisabeth II, que nada mais é do que a torre aonde fica o Big Ben que pasmem, é apenas o nome da máquina do relógio que fica na torre.  
    • Westminster Bridge: é a ponte que fica em frente ao Parlamento e cruza o rio Tâmisa. Fomos andando por ali até o lado da London Eye - que visitei num outro dia - até chegarmos ao Southbank Centre. 
    • Southbank Centre: parece um centro cultural. Fomos até lá pois estava rolando uma feira gastronômica estilo Food Truck. As comidas estavam divinas e por um preço beeeem em conta. Sempre rolam uns eventos diferentes em Southbank Centre então sugiro que você entre no site oficial do local para saber o que vai rolar no período que você estará em Londres. O site é esse aqui.   
Olha a Elizabeth Tower aí gente... tá, o Big Ben... rs.
  • Dia 5: Dia de Harry Potteeeeeer!! EEEEEEEEEEEEEE - amo! <3. Como esse dia foi num sábado, decidimos tomar café na rua. De lá partimos para o nosso passeio. 
    • Costa: é uma rede de cafés que tem por toda Londres. Opções variadas e um preço muito em conta para tomar café da manhã na rua.  
    • Warner Bros. Studios: o passeio para WB é sensacional! O estúdio fica longe de Londres então é altamente recomendado que você compre um pacote para chegar até lá. A outra opção é ir de carro.  Existem várias agências de turismo que levam até lá mas preferi entrar no site da Warner e comprar direto com eles. O site é esse aqui. Lá você encontra informações sobre tours, horário de funcionamento, endereço, preços dos ingressos. Vale dar uma conferida pra se planejar direitinho. O passeio leva a tarde toda. Chegamos em Londres por volta das 20h. 


  • Dia 6: Dia de sair andando por aí... 
    • Victoria Park: fica bem perto da casa dos meus amigos então resolvemos ficar andando pelo parque em direção a um Gastro Pub para comermos o clássico almoço londrino de domingo. 
Sebo itinerante num barquinho fofo à beira do Victoria Park
Victoria Park. Dia liiiindo!



    Roast Sunday
    • The Crown - By Victoria Park: é um Gastro Pub, ou seja, um pub que serve refeições. Tradicionalmente, o londrino almoça o clássico roast Sunday. No geral a comida londrina é sem tempero algum mas eu achei bem gostoso. Recomendo. Saímos de lá e continuamos andando pelo Victoria Park.
    • Crate Brewery: Quando já estava anoitecendo, paramos na Crate Brewery. É um galpão aonde funciona uma cervejaria artesanal. Lá tem opções de comida também. A pizza é uma delícia, com uma massa bem fininha. Amei a cerveja deles e recomendo 100% a visital. Para informações de horário de funcionamento, endereço, cardápio e eventos, clique aqui
  • Dia 7: Como toda segunda-feira, essa foi beeeeem cheia. Rs. 
    • Troca da Guarda: acordei, me arrumei e fui direto ver a troca da guarda... querido... NÃO VÁ! Não vale a pena... é gente pra caceeeeeeta... não consegui ver nada. Perdi praticamente uma manhã inteira pra nada. Pra você conseguir ver alguma coisa é preciso chegar com pelo menos 1h30min de antecedência. Eu prefiro andar por Londres e deixar a troca da guarda pra lá, mas aí vai de cada um, ne? Eu não recomendo meeeesmo. 
    • Science Museum: ao fim dessa manhã catastrófica de perda de tempo, resolvi ir andando pro Science Museum. Eu costumo tentar andar sempre pela cidade... você acaba se deparando com ruas fofas e projetos arquitetônicos incríveis. O museu é lindo e muito interativo. O predileto das crianças. Achei muito legal.
    • Exposição temporária - Victoria&Albert Museum: quando estive nesse museu no 2o dia de viagem, vi que estava tendo uma exposição temporária sobre a história dos sapatos. Tentei ir mas já estava esgotada. Minha amiga entrou no site e conseguiu agendar para o sétimo dia de viagem. E lá fui eu encontrá-la quando saí do Science Museum. Adorei a exposição, foi bem interessante. 
    • Carluccio's: do museu fomos jantar no Carluccio's. É um restaurante italiano fofo e delicioso. Tem uma lojinha anexa que vende vários produtos italianos a um preço excelente. Comprei pimenta, azeite, chocolate, biscoito... sou dessas, né?! Rs. O cardápio e os endereços dos restaurantes você acha aqui.
  • Dia 8: Mais museu (quem diria! Rs.)
    • National Gallery: eu ameeeei o National Gallery. Se você gosta de pinturas, esse é o seu museu. Quadros antiquíssimos e tudo muito bem conservado. Além dos quadros, a arquitetura local é um presente. Observe os detalhes do teto, piso, paredes... tem obra de arte em todos os cantos.



    • Prezzo: saí de lá e fui andando pro British Museum. No caminho parei para almoçar no Prezzo. É um restaurante italiano com um preço bem razoável. Gostei.
    • British Museum: esse foi, by far, o museu que eu mais amei. Ele é enooorrrme... mas se você curte arte egípcia, grega, indiana, chinesa... esse é o seu museu. Eu amei. Infelizmente cheguei tarde e fiquei uma horinha só, mas fiz questão de voltar depois para ver o restante com calma. 



  • Dia 9: Dia de roda giganteeeeeeee! 
    • London Eye: olha, quando eu cheguei em Londres, eu disse pra minha amiga que não ia na London Eye... era caro, um passeio curto... achava que não valia a pena.... ela me convenceu do contrário e ainda me deu a dica de fazer a visita guiada... sábia dica... você paga um pouco mais caro mas não enfrenta filas e o bondinho que você vai tem no máximo 15 pessoas. Se você quer um passeio mais personalizado, eles vendem jantares, pedidos de casamento e mil outros eventos na London Eye. O ingresso, os preços e a disponibilidade você encontra aqui.
    • The Book of Mormon: depois da London Eye fui encontrar com a minha amiga e o marido dela para irmos ao teatro. Escolhemos a peça 'The Book of Mormon'. É uma comédia sobre essa religião americana. Achei inteligentíssima e muito engraçada. Londres é famosa por seus teatros então acho que vale muito a pena assistir à uma peça. Os teatros em cartaz e os links de compra estão na parte de dicas no fim desse post. :)



  • Dia 10: Dia 100% cultural. Rs.
    Banco fofo na British Library
    • British Museum: como falei antes, ameeeei esse museu. Fiz questão de voltar pra terminar de passear. Fiquei umas 3 horas nele mas dá pra perder o dia todo tranquilamente. 
    • British Library: saindo do museu fui visitar a famosa biblioteca pública de Londres. A British Library é enoooorme. Logo na entrada tem uma lojinha fofa (sou a louca dos souvenirs) que vende vários livros clássicos da literatura inglesa que são verdadeiras peças de decoração. Me arrependi de não ter comprado o da Alice no País das Maravilhas com a capa de couro...
    • Oxford Circus: hora de bater perna. A Oxford Circus é aonde ficam as mais famosas lojas de Londres. É lá que fica a Liberty, a loja de departamento mais antiga de Londres, e tantas outras lojas tipo H&M, etc. Com a libra no preço que tava fui só olhar mesmo. Rs.
  • Dia 11: Dia de visitar o bairro da Amy Winehouse. Não, não fui na casa que era dela. Rs. 

    • Camden Town & Camden Lock: então, aconselho a ida à Camden Town na 6a feira. Sábado é cheio demais e nos outros dias da semana não tem a feirinha de artesanato e comida de Camden Lock. Eu amei esse bairro. É um bairro mais alternativo com coisas super fofas nas feirinhas, comidas deliciosas e muito baratas... vale a pena. Fiquei o dia inteiro lá. Amei!



  • Dia 12: Um lugar chamado.....
    • Notting Hill:  mas que bairro fofo... exatamente como a gente imagina depois de ver o filme... aquelas portinhas coloridas e os prédios baixos, as casinhas.... fofo demais. Meu conselho é ir em Notting Hill no fim de semana para pegar o Portobello Market. Uma feira de rua de antiguidades, temperos, comidas, roupas, artesanato. Agora, vai com paciência... fica muuuuito cheio.... mas tem que ir, ne?!


  • Dia 13: Domingo e último dia de viagem... resolvemos pagar um tour (tenho uma amiga que trabalha na Evan Evans Tour e recomendou esse) e fazer os passeios abaixo. Recomendo fortemente.
    • Windsor Castle: que lugar lindo. É o castelo que a rainha costuma passar os finais de semana. O tour garante que você não enfrente fila. Você faz uma visita com audio guide e passa pelos Salões de Estado, vê louças da coroa, etc. Muito legal. 

    • Stonehenge: em seguida o tour te leva a Stonehenge. Visitar o Stonehenge em si é gratuito e você pode ir por conta própria. A vantagem de ir num tour é a possibilidade de visitar o museu que tem no local, ter um audio guide pra entender todo o mistério em torno daquelas pedras e ter o transporte que te leva até o local exato do monumento. Se você for sozinho, precisa ir andando até o local, é mais ou menos uma milha de distância.



    • Oxford: amei e uma pena não ter tido tempo de ir à Cambridge. A visita guiada à Oxford é muito interessante e com muita história pra contar. Resumindo, esse passeio é caro mas vale muito a pena. Recomendo 100%. 



Dicas:
  • Minha dica mais preciosa é que você, ao chegar em Londres, compre o Oyster Card. O Oyster Card é um pass para todos os transportes públicos de Londres. Você carrega uma quantia qualquer no cartão e ele vai debitando os valores conforme você for usando. Parecido com o nosso RioCard. É mais inteligente usar o Oyster porque cada destino de Londres tem uma tarifa diferenciada. Você passa o cartão para entrar e sair do metro e ele debita o valor usado tendo um limite máximo de desconto por dia. Atenção: se você não passar o cartão na saída do metrô, o débito seguinte será o valor máximo de um dia. Tome cuidado para passar o cartão SEMPRE que entrar e sair do metrô, DLR, etc. Sobre valores e dicas de como usar o seu Oyster Card, entre no site oficial aqui. Nesse site você também encontra mapas da cidade para download.
  • Uma outra coisa legal de se fazer é entrar no site oficial de Londres (aqui) e verificar as atrações temporárias que estarão acontecendo no período da sua visita. Nesse site também é possivel comprar ingressos para teatro, passeios e etc. Além disso tem dicas de hospedagem e dicas de como se locomover em Londres.
  • Dependendo da época que você visita Londres chove muuuuuito. O guarda-chuva é o seu melhor amigo. Todo dia você precisa sair com o seu guarda-chuva na bolsa, mochila... sugiro comprar um bem pequeno de viagem, leve e que cabe em qualquer lugar. Lembrando que em viagens aéreas esse item precisa ser despachado. Não é permitido levar guarda-chuva na mala de mão.
  • Outro item indispensável pra carregar por Londres é uma ecobag. Em todos os lugares você vai ver vendendo uma ecobag que dobra e fica do tamanho de um cartão de crédito. Ela é muito útil pois há pouco tempo foi sancionada uma lei que sacolas de plástico e papel são cobradas a parte. Tudo que você comprar vai ter que ser colocado nessa ecobag (caso você queira economizar). Vende em todos os lugares e custa £1.
  • Outra dica valiosa é o chip pra celular. Paguei £30 pra usar internet a vontade. Valeu muito a pena porque usava o Google Maps, Waze e outros aplicativos o tempo inteiro. Esse valor é para 1 mês, mas como fiquei só 13 dias, não teve muito jeito, ne?! Rs. Você encontra vendendo pela cidade toda e no aeroporto tem uma vending machine só de chip de celular. Vale a pena.
  • Existem muitos passeios por empresa em Londres. Alguns valem a pena, outros não. Para os que ficam fora da cidade, o pacote fechado é sempre uma boa alternativa pois você vai com transporte e ingressos. Eu usei a Evan Evans Tour (site oficial aqui), que é aonde uma amiga que trabalhou comigo aqui no Rio trabalha hoje. Eles tem ótimos pacotes. Vale a pena dar uma olhadinha.
  • Last but not least, escolha o sapato mais confortável que você tem. Não sei quanto a você mas eu ando muuuuuito em viagem. A última coisa que você quer é perder um dia de viagem porque não aguenta andar, ne? Eu sempre uso Crocs em viagens... não aquela horrorosa que parece o sapato da Margarida, rs, mas tem umas sapatilhas mais bonitinhas e muuuito confortáveis. Se você for em época de frio e chuva, aí não tem jeito, aposte numa bota confortável ou num tenis impermeável. 
Boa viagem e me conta depois como foi a sua ida pra Londres. Se você ja foi e quer dividir sua experiência, não esqueça de comentar aqui embaixo! E ah, aproveite e coma um belo fish and chips! 

No próximo post quero falar sobre Monterrey e Carmel para fechar  o ciclo de US West Coast. E pra você que não sabe ainda, mês que vem estou indo morar em Atlanta, depois de 10 anos que voltei de Maryland. Vou contar o passo-a-passo de tudo que passarei para tirar carteira de motorista, visto de residente e todos os perrengues que sei que vou passar. De novo. Rs.

2 comentários: