quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

É Atlanta, meu bem. Cidade da Coca-Cola, do Falcons, das Olimpíadas, da CNN... vem conhecer!


Pois é meu povo.... me mudei! Vim pra onde o trabalho me trouxe.... 10 anos depois de ter voltado de Maryland (ainda farei um post sobre MD!) fui transferida para Atlanta. 

Depois dos perrengues iniciais que a gente sabe que sempre acontecem quando a gente se muda pra outro país (carro, apt, acampar por alguns meses, regularizar documentação, etc) agora, 6 meses depois, já posso contar um pouco mais sobre Atlanta. 

Minha primeira viagem pra Atlanta foi há 4 anos atrás, a trabalho também, pois a empresa que eu trabalho tem um Centro de Excelência em Atlanta. Aproveitei pra chegar uns dias antes para dar aquela turistada básica. 

Atlanta é uma cidade famosa por ter sediado as olimpíadas de 1996, por ser a cidade natal da Coca-Cola, por ser a cidade natal de Martin Luther King Jr., por ter o principal estúdio da CNN... pode parecer que não mas tem muita coisa pra fazer. 

Hospedagem:

As vezes que visitei Atlanta antes de me mudar fiquei no Hilton, por ser o hotel parceiro da empresa que eu trabalho. Não tenho exatamente uma indicação de hotel mas sugiro que você se hospede em Midtown. Fica perto de tudo mas não esqueça: em Atlanta você precisa de carro. E só é permitido alugar carro com a carteira de motorista internacional expedida pelo Detran.


O que fazer:
  • The World of Coca-Cola: TEM QUE IR! Que lugar fofo! A Coca-Cola foi inventada aqui em Atlanta (não exatamente mas aqui do ladinho) e por isso o mundo da Coca-Cola fica aqui. É pra enlouquecer. Desde o urso polar mais fofo ever, até a lojinha com produtos Coca e a sala com refrigerantes do mundo inteiro, é uma visita muito divertida. Eu não bebo Coca-Cola há 12 anos e me diverti mesmo assim. Pra mim é o principal MUST GO de Atlanta. O site oficial é esse aqui e a entrada custa em torno de 17 dólares. 




  • CNN Studio Tour: É uma visita guiada pelos estúdios da CNN. Fica no mesmo complexo que o World of Coca-Cola, Centennial Park e Georgia Aquarium. Como é o único com hora marcada, surgiro passar lá primeiro e comprar logo pro horário que você quiser. Aproveita e vai conhecer outra coisa até dar a hora do seu tour. Uma outra dica é ir durante a semana pois você pode ter a sorte de ver algum jornal sendo transmitido ao vivo. Adorei esse passeio. A lojinha é de morrer também, prepare-se. Rs. Link para horários e compra de ingressos com antecedência, clique aqui. A entrada custa 16 dólares.  


  • Georgia Aquarium: Já falei em mil outros posts que hoje sou contra zoológicos e aquários e o que me abriu os olhos foi exatamente esse aquário aqui. Não me levem a mal, o aquário é muito bem conservado, visitei há 4 anos atrás, aparentemente todos as criaturas estão saudáveis - bem diferente do zoológico do Rio ou o novo AquaRIO que já já estará sucateado (fica aqui a minha campanha de NÃO VISITEM O AQUARIO DO RIO) - eu adorei o passeio até ver o show dos golfinhos, em que mostravam num vídeo como eles eram cuidadosos ao capturá-los da natureza e foi aí que eu tive o clique de que animais estavam sendo explorados para o nosso entretenimento.... bom, chega de blá blá blá, a decisão é sua, se quiser dar uma passadinha, fica em frente à Coca-Cola. Existem alguns ingressos interessantes como os que você dorme no aquário para ver a atividade noturna dos peixes. Maiores informações, clique aqui



  • Centennial Park: Também conhecido como parque olímpico, foi o parque construído para as olimpíadas sediadas em Atlanta, em 1996. O parque em si não tem nada de muito especial mas vale dar uma passeada por ali pra conhecer. Pode ser o local que você faz sua horinha até o passeio da CNN. Uma vez ou outra rolam uns eventos lá, então para verificar o que está rolando durante a sua visita, clique aqui

  • Zoo Atlanta: Sem repetir o meu discurso de bla bla bla vamos salvar os animais pra não ficar chato, rs, o Zoológico de Atlanta é famoso por ter um dos principais cativeiros de preservação de ursos panda. Existe toda uma equipe para garantir a reprodução da espécie e você pagar um extra pra visitar a maternidade e alimentar os pandinhas fofos. Você pode fazer os mesmo com as girafas. Dizem que é bem conservado e muito respeitado. Eu não conheço pelo motivo que vocês já sabem. Rs. Informações aqui


  • Center for Civil and Human Rights: Famoso museu dos direitos civis e humanos. Impactante, emocionante e esclarecedor. Todo mundo tem que ir. A gente se assusta com os preconceitos que presenciamos quase diariamente contra mulheres, homossexuais, negros, etc, mas a gente não tem ideia da dimensão... vale a pena visitar. O site oficial é esse aqui.
  • Fernbank Museum of Natural History: Não visitei mas ouvi dizer que é bem legal. Se você gosta desse tipo de museu, vale a pena conferir. Rola um parque dentro do museu também. Maiores informações, clique aqui.
  • College Football Hall of Fame: Não sei se vale pros EUA inteiro mas aqui em Atlanta o College Football é um acontecimento. A cidade para pro campeonato. E por conta disso, construíram um Hall of Fame com os troféus e a história dessa categoria do Futebol Americano. Não visitei porque cá entre nós, eu nao entendo LHUFAS desse jogo. Rs. Achei que ia ser um desperdício de dinheiro e tempo visitar. Mas, se você se interessa, vai e depois conta nos comentários. Horários e ingressos, aqui.
  • Atlanta Botanical Garden: Foooooooooofo! Tem que ir com tempo e disposicão para andar bastante. Dependendo da época do ano o parque é decorado com luzes e talz. Para informações sobre os eventos que estão rolando e horários, clique aqui


  • Stone Mountain Park: Fica a uns 45 minutos de Atlanta. Durante o verão o parque tem encerramento com fogos todos os dias, nas outras estações apenas nos finais de semana. A entrada pro parque custa em torno de 50 dólares e pode variar se estiver tendo algum evento especial. É um parque legal pra passar o dia. Maiores informações sobre o Stone Mountain Park, clique aqui.
  • Beltline: É uma antiga linha de trem desativada e revitalizada. Você pode andar por ali a pé ou de bicicleta. Ao longo do Beltline tem várias esculturas de peças recicláveis e até algumas lojinhas. Você pode pegar o Beltline no Ponce City Market e ir andando até o Krog Market. Dá uns 30 min mais ou menos. Você também pode fazer o inverso mas estacionar no Ponce City Market é mais barato e mais fácil. Para acessar o mapa do Beltline, clique aqui

Vista do início do Beltline, indo pelo Ponce City Market
Ponce City Market
  • Ponce City Market & Krog Street Market: O conceito é o mesmo pros dois, é um parque industrial desativado e revistalizado como restaurantes gourmetizados e lojinhas. Gostei mais do Ponce City Market por ser maior e ter mais variedades. A comida é cara mas é bem gostosa. O clima é muito interessante, vale a visita. Os sites oficiais do Ponce City Market e do Krog Street Market estão aqui e aqui, respectivamente.






  • Segway Tour: Olha, não fiz esse passeio pois o tempo aqui em Atlanta agora tá frio. O ideal é que faça no outono ou na primavera por ser um city tour aberto. Tenho amigos que fizeram e adoraram, está nos meus planos pra próxima primavera com certeza. O passeio não é barato, custa em torno de 60 dólares. Itinerários, reservas e horários você encontra aqui.
  • Martin Luther King Jr. Memorial:Esse é um passeio interessante. Na mesma calçada fica o memorial, o corpo de bombeiros aonde Martin Luther King Jr. serviu e a casa aonde nasceu. Chegando no memorial você consegue perceber que é um bairro mais humilde de Atlanta. Não entrei na casa pois estava fechada para obras. É um monumento que faz parte do National Park dos EUA. Maiores informações sobre horários de funcionamento você encontra aqui



  • Piedmont Park: O Piedmont Park é o principal parque de Atlanta. Fica numa região nobre da cidade. É o Central Park de Atlanta. Você pode ir pra conhecer ou pra correr, andar de bicileta, passear com o cachorro, fazer picnic, ou simplesmente deitar na grama e relaxar. Para acessar o mapa do parque, clique aqui.
  • Atlantic Station: É um shopping aberto muito fofo que parece uma cidadezinha. Lá você encontra lojas como H&M, vários restaurantes, cinema, bares. Eu particularmente adoro o Yard House, um bar com mais de 30 tipos de cerveja artesanal. As informações de eventos, lojas e restaurantes em Atlantic Station estão aqui.
  • The Outlet Shoppes: Compras! Compras! Compras! Esse outlet fica na cidade de Woodstock, uns 30 min de Atlanta, sem trânsito. É um outlet pequeno, com poucas lojas para não tomar muito o seu tempo. A lista de lojas está aqui.
  • North GA Premium Outlets: Se você procura um outlet enorme e com muitas lojas boas, esse é o lugar. Nesse outlet você tem condições de passar o dia inteiro fazendo compras. Fica numa distância de mais ou menos 1h do centro de Atlanta. Consegui muitas promoções lá. A lista de loja, endereço e maiores informações estão aqui.
Quando você pensa em Atlanta não parece que tem tanto pra fazer, ne? Então estou eu aqui, local, te dando essas dicas. Rs.

Segue aqui abaixo minhas dicas finais pra você não passar perrengue aqui em Atlanta.

Georgia Dome Stadium, indo pro show do Guns N' Roses. :)
Dicas:
  • Verifique a temperatura antes de marcar sua viagem. As quatro estações são muito bem definidas em Atlanta, no verão é um calor desgraçado e úmido, enquanto no inverno é muito frio e seco. Na minha opinião a primavera é a melhor época para visitar Atlanta mas isso vai de gosto pra gosto. Durante o verão existem várias atrações que não rolam no resto do ano, como river tubing, por exemplo, que é um passeio de bóia no rio Chattahoochee (informações sobre tubing aqui).
  • Alugue um carro! Em Atlanta a locomoção é feita basicamente de carro. Os transportes públicos ficam concentrados no centro e não funcionam direito. 
  • Aluguel de carro = Carteira de Motorista Internacional. Em Atlanta, especificamente, para brasileiros alugarem um carro (não sei se isso é exigido para todas as nacionalidades) é necessário que você possua uma CNH Internacional. Ela é emitida pelo Detran (use o código PID para pagar o DUDA), tem a mesma validade da sua CNH e fica pronta em 24h. Ela nada mais é do que uma tradução oficial da sua CNH. Só tem validade nos EUA mediante apresentação da CNH original junto.
  • Caso você não dirija e queira vir visitar essa cidade mara, o UBER funciona muito bem aqui. O UBER X é muito em conta e se você for ficar poucos dias, às vezes vale mais a pena do que de fato alugar um carro. 
  • City Pass: antes de se empolgar e comprar o City Pass, verifique os valores dos locais que você vai visitar. O City Pass é caro e nem sempre vale a pena. Para valer a pena você deve visitar pelo menos uns 4 lugares. Fora isso, alguns ingressos são para uma atração ou outra. Para maiores informações sobre o City Pass, clique aqui
  • Aqui em Atlanta a vida acontece cedo. O povo aqui sai de casa às 6 horas da manhã e dorme cedo. Por conta disso os restaurantes tem pico por volta das 19h30 e geralmente fecham por volta das 21h. Se programe para chegar cedo para jantar. Se perder a hora, o Dennis, IHOP e Waffle House, como em qualquer lugar dos EUA, também funcionam 24h em Atlanta. Para conhecer os restaurantes da área que você está e fazer uma reserva com antecedência, indico o app Open Table
  • O chip de celular é importante pois o aluguel do GPS pro carro é por fora é relativamente caro. Além disso você consegue usar os apps que te mostram atrações locais como o Google Trips (app mara, baixa aí, gente!). Você consegue comprar chip pré-pago no próprio aeroporto bem no salão de desembarque.
Espero que as dicas sejam úteis. Vejo vocês em Atlanta!! Vem, gente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário